Blog do Paulo Ruch

Cinema, Moda, Teatro, TV e… algo mais.

A atriz Lupita Nyong’o em cena do filme “Nós”/Foto: Divulgação

Jordan Peele, cineasta que conquistou o público e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas com o cult de terror “Corra!”, aposta neste mesmo filão em “Nós”, trazendo em sua trama uma família de classe média americana aterrorizada ao se deparar em uma viagem de férias com o seu “duplo”

Em 2018, o mundo do cinema descobriu o talento criativo do diretor e roteirista americano Jordan Peele, que foi agraciado com o Oscar de Melhor Roteiro Original por “Corra!” (“Get Out”, 2017). O também ator Jordan surpreende o público mais uma vez ao lançar em março do ano seguinte o assustador e inventivo “Nós” (“Us”, EUA), obedecendo à mesma linha de terror cult que o consagrou com o longa anterior. Agora, Peele se concentra em uma típica família classe média estadunidense que decide passar as suas férias em uma praia turística chamada Santa Cruz. A esposa Adelaide (a oscarizada atriz queniano-mexicana Lupita Nyong’o) possui lembranças nada agradáveis desta mesma região praiana no longínquo 1986, em um brinquedo de parque de diversões com espelhos, no qual se deparou em um deles não com o seu reflexo, mas com o seu duplo com vida própria. Casada com Gabe (Winston Duke), e mãe do casal de adolescentes Zora (Shahadi Wright Joseph) e Jason (Evan Alex), Addy/Adelaide vê tudo se transformar, com consequências aterrorizantes, a partir da aparição no jardim da casa de veraneio de uma misteriosa família.

Quem for assistir a “Nós” se fartará com boas doses de sustos e cenas carregadas de violência num cenário que reporta em certas ocasiões aos filmes de terror B com ingredientes apocalípticos de sci-fi

A direção de Jordan Peele faz o espectador perder o seu fôlego, com os sustos de praxe, a hiperviolência e as viradas surpreendentes.
Seu roteiro é uma recriação engenhosa e sofisticada com toques apocalípticos de sci-fi dos filmes de terror B. E não há demérito nisso.
A bonita Lupita Nyong’o é uma intérprete visivelmente madura, sabendo com mestria ofertar a ambiguidade de suas personagens, com expressões de medo e pavor e fúria animalesca. Por sinal, todo o elenco tem o seu valor, juntando-se a ele o casal Elisabeth Moss (Kitty) e Tim Heidecker (Josh).

Além de contribuir com a sua criatividade, “Nós” assume um papel ainda mais importante na indústria do cinema dos Estados Unidos ao colocar como protagonista uma família afrodescendente liderada pela estrela Lupita Nyong’o

“Nós” é mais uma obra de Jordan Peele que serve para dar uma lufada de criatividade à cinematografia dos Estados Unidos por vezes repetitiva e voltada para as bilheterias fáceis dos blockbusters.
Além disso, ao ceder o protagonismo a uma família negra como símbolo legítimo da classe média americana cumpre o papel primordial de contribuir para a diversidade e representatividade cinematográficas. 

Assista ao trailer do filme:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: