Blog do Paulo Ruch

Cinema, Moda, Teatro, TV e… algo mais.

Aracy Balabanian como a D. Armênia de “Rainha da Sucata”, novela de Silvio de Abreu exibida pela Rede Globo.

Não há obrigatoriedade de se ter um núcleo cômico em folhetins. Quando há, e dá certo, claro, é muito bem-vindo. Há autores que sempre procuraram esse atalho. Silvio de Abreu é um deles. Tanto que suas novelas eram apresentadas no horário das 19h. Horário este que é conhecido por oferecer tramas mais leves, e com tendência para o humor. Carlos Lombardi também é bom exemplo. Colaborou com Silvio na ótima produção “Vereda Tropical”, na qual não faltava comicidade. Walmor Chagas, Marieta Severo, Cristina Pereira, Jonas Torres, Geórgia Gomide, Nuno Leal Maia, Cristina Mullins e outros cumpriam bem essa tarefa. Voltemos a Silvio. Quando foi escalado para escrever “Rainha da Sucata”, a porção divertida era valorizada, mas aí procurou focar no drama de maneira concomitante à comédia. Foi enorme sucesso. Depois, em “A Próxima Vítima” e “Torre de Babel” (nesta provocou polêmicas), o teledramaturgo trilhou a seara do suspense e abordagem de tabus. A graça é uma incógnita. Pode funcionar ou não.

Categorias: TV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: