” Gerson e Valentina se enfrentam em ‘Passione’. “

Publicado: 16/04/2012 em TV

gerson-e-valentina
Foto: Divulgação/TV Globo

Havia um vidro no meio de ambos. Um vidro limpo, transparente. Era para este mesmo vidro ser sujo. Sujo como as sujeiras que ouvimos de Valentina (Daisy Lúcidi, brilhante). Microfones inocentes eram obrigados a ouvir barbaridades proferidas pela senhora que jamais soube o que eram decência e escrúpulos. Gerson (Marcello Antony, excelente) tinha que enfrentar os medos que por anos a fio o atormentaram. E só há uma única maneira de enfrentar medos na vida. Encará-los. E Gerson assim o fez. Escutou deboches, escárnios, imoralidades que não imaginaríamos escutar de uma avó. Ela disse: – Meu brinquedinho gostoso, aquela mãozinha macia, novinha, “né”? Você ficava todo arrepiado com os meus beijos molhados, sabe? Você já tinha aquela carinha de safadinho, de sem-vergonha. Eu pedia, sabe, “pra” você me chamar de “gostosa”, e você repetia “gostosa”, “gostosa”… Neste instante, o rapaz não se conteve, e vociferou: – Para com isso! Você é um monstro! Você não tem ideia do que fez com a minha cabeça! No que a mulher retruca: – Só lhe ensinei a ter prazer, “te” despertei “pra” vida. E não para: – Você gostava de uma farrinha, seus olhinhos brilhavam, seu corpo tremia. O irmão de Melina (Mayana Moura) não suporta mais dar ouvidos ao que é podre. A face se contorce, os lábios se comprimem. É demais para ele. É demais para nós. É pouco para Valentina. Ri. Ri como se houvesse graça na miséria alheia. Regozija-se ao falar: – Que delícia, que delícia… Tivera o desplante de lhe afirmar que “lhe ensinara o caminho da vida”. Caminho? Gerson perdeu-se em descaminhos por falta de orientação psicológica. Fala ainda que não consegue se esquecer do que aconteceu. A agora presa responde: – Não esquece porque você gostou. Quando pensávamos que Valentina já houvesse nos mostrado todas as suas horrendas máscaras, deparamo-nos com a pior, talvez. Gerson atormentado encerra com uma forte cusparada. A senhora se importou? Não, ela não se enoja com nada. Gerson pôs tudo para fora. Tudo mesmo. Era o que tinha que ser feito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s