“André Gurgel: a sua ‘melhor’ criação é a soberba.”

Publicado: 20/04/2012 em TV

0885bd2bcbac1f3f32549a572b443d5ef2d0e0df
Foto: Divulgação/TV Globo

André (Lázaro Ramos), em “Insensato Coração”, de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, teve uma vida pregressa pobre, dificultosa. Talvez o que o alegrasse fosse o fato de ser admirado pelas meninas da escola, incluindo Carol (Camila Pitanga). André se tornou então um dos “designers” mais reconhecidos e notórios do país. Poderíamos dizer: André é um vencedor. Transpôs todas as barreiras que lhe foram impostas por diversos motivos, e hoje é o que é. Mas André é um perdedor. Um perdedor na alma. Um perdedor no trato com os semelhantes. É um ególatra. Por que é assim? Vingança? Desforra? As pessoas que esnoba são culpadas pelo que passou? Acha que é superior aos demais porque desenha uma cadeira melhor do que os outros “designers”? Ao ser questionado por um profissional do jornalismo se se considerava um artista, ele disse que não. Suas palavras foram mais ou menos estas: “Arte é para se pendurar na parede.” Parece que não explicaram a André que por um acaso desenho é arte, e para se chegar a uma cadeira se tem que desenhá-la primeiro. Este rapaz precisa aprender muito. Em ocasião diversa num restaurante, com a mesma profissional, gabou-se de que os talheres foram por ele criados. Quem pode conviver com alguém assim? Poderiam, afinal, contar-me por que Carol se interessa por ele? André olha para o próximo com superioridade. André fala com ares de superioridade. André deve fazer amor com superioridade. Porém, nada é perfeito. Ele possui no seu sapato (será que foi desenhado por ele? Ou se não foi, provavelmente é importado) uma enorme “pedra”. Em se tratando de teledramaturgia, uma “pedra preciosa” interpretada pelo grande Milton Gonçalves. O pai que o abandonou, e que ainda por cima é alcoólatra. André não poderá escapar desta condição. Aliás, o moço deveria se incumbir de realizar o mais árduo e bem-vindo trabalho de sua brilhante carreira: “redesenhar” a sua vida, pois o que vi até agora fora um rascunho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s