“Tadeu Schmidt foi ‘bola cheia’ no ‘Programa do Jô’ de 2011.”

Publicado: 01/05/2012 em TV

tadeu-schmidt-e-um-dos-convidados-do-programa-do-jo-desta-quinta-742011-1302190373214_560x400
Foto: Divulgação/TV Globo

Com impressionantes 1, 92m de altura, vestindo camisa social estilo “pièd-de-poule”, calça jeans, e cinto e sapatos combinando, Tadeu é anunciado por Jô Soares, no talk show. Ao começar a entrevista, Jô diz que o jornalista é “mais bonito pessoalmente”. Ele fica meio sem jeito. E é a partir daí que Tadeu Schmidt prossegue num “festival” de sinais de que possui extremo senso de humor. Afirma que a esposa não o acha bonito, mas sim “o homem mais bonito do mundo”, sendo que, segundo ela, “não é amor, não”, “é uma visão técnica da coisa”. Informara que a família é em maioria formada por atletas. Os pais, por exemplo, praticavam vôlei em época incomum (o pai era ainda adepto do salto em altura). O sobrinho Bruno Schmidt é um dos melhores jogadores de volêi de praia brasileiros, além do grande cestinha Oscar Schmidt, seu irmão, como sabem. Tadeu asseverou também ser contumaz praticante de esportes, jogando tênis quase todos os dias, além de malhar. Segue dieta alimentar, porém o curioso não está aí, mas no fato de que tem pequena balança “amiga” a lhe acompanhar, para lhe dar noção exata do quanto está ingerindo (foi feita demonstração para as plateia e telespectadores). Nos fins de semana, quando o rapaz sai da dieta, só leva a tal máquina de medição para as churrascarias, porque nelas as comidas vêm em porções, o que permite a pesagem. A conversa agora é sobre suposta mania de Tadeu no que tange à organização das roupas. Defende com veemência o “sistema” por ele adotado. E não é que há uma lógica? Funciona assim: para que camisas não sejam repetidas no uso, duas pilhas são montadas; primeiro trajam-se as da esquerda, e ao fim destas, trajam-se as da direita (detalhe: as que foram lavadas vão para a pilha da direita). Desta forma, usa-se cada uma delas, e permitindo-me brincar, “justiça” com as mesmas é realizada. Algo bastante engraçado estaria por vir. A questão das peças de baixo (cuecas, mesmo). Em gaveta, são divididas em três partes, separadas por divisórias. Classificam-se em níveis: nível 1, nível 2, e nível 3. As de nível 1 são destinadas para eventos especiais, como a ida à atração do Jô; as de nível 2 são utilizadas para atividades cotidianas, como trabalho e academia; e as de nível 3 “já deveriam ir para o lixo”. Jô Soares completa ao afirmar que as últimas são guardadas por “razões sentimentais”. Saindo deste tópico, fotos da época universitária são exibidas no telão, nas quais Tadeu está com visual muito diferente. Contou-nos intempéries de fase quando era mais jovem. E sempre fazendo piada. Quanto à carreira deste competente e carismático potiguar que conseguiu imprimir graça aos lances de futebol no “Fantástico”, iniciou na Rede Globo em Brasília, transferindo-se para o Rio de Janeiro “a posteriori”. Cobriu relevantes eventos esportivos mundiais (Copa do Mundo, Olimpíadas e Fórmula 1). O esporte havia entrado de vez em sua vida profissional. Passara pelo “Esporte Espetacular”, “Globo Esporte”, e “Bom Dia Brasil”, até firmar-se no citado dominical “Fantástico”. Voltando à conversa que tivera com Jô Soares, em nenhum momento a “bola murchou”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s