” ‘A Vida da Gente’, a vida de Rodrigo, a vida de Ana, a vida de Manu… “

Publicado: 24/06/2014 em TV

a-vida-da-gente-Ana (Fernanda Vasconcellos)
Foto: Divulgação/TV Globo

Iná (Nicette Bruno), avó de Ana (Fernanda Vasconcellos) e Manu (Marjorie Estiano) desperta sobressaltada em função de pesadelo no qual havia as netas e água. Por telefone, Manu a acalma. Ela está assistindo à partida de sua irmã tenista Ana rumo a mais uma vitória, ao lado de Eva (Ana Beatriz Nogueira), mãe de ambas, que torce efusivamente pela filha. Ao que parece, prefere os troféus e medalhas ganhos em campeonatos a própria filha. O marido Jonas (Paulo Betti), que a ladeia, não se importa com o próximo êxito da enteada, tampouco com a esposa, e sim, com o trabalho sobre o qual trata no celular. Já em outra cena de “A Vida da Gente”, nova novela das 18h da Rede Globo, de Lícia Manzo, com direção de Jayme Monjardim, surge o personagem Rodrigo (Rafael Cardoso) que vê fascinado pela TV a competição da atleta que com ele fora criada desde criança. Porém, tenta disfarçar esta fascinação de quem dele se aproxima. Vimos ainda que Manu é uma boa moça, que sente profunda admiração pela irmã, e lhe oferece toda a amizade possível. Entretanto, essas qualidades não enchem os olhos da mãe Eva, que não lhe dá a mínima, talvez porque não possua medalhas e troféus. O desprezo é tanto que fora capaz de tirar foto de porta-retrato da filha para pôr em seu lugar uma da tenista consagrada. Testemunhamos o aniversário de Ana, e sob o olhar encantado de Rodrigo, na passagem de balões coloridos, o rapaz se lembra de festa semelhante na infância, em que estava junto com a menina que hoje lança pequena bola pelos ares. Há em seus olhos mais do que tenras memórias do passado. Surge então para a esportista a oportunidade de fugir da dura rotina movida a pressão. Uma pressão que é aumentada pela disciplina implacável da técnica Vitória (Gisele Fróes). Um nome que talvez a faça querer somente vitórias. Contudo será que a sua vida é uma vitória? Ana está cansada, precisa de um tempo, a despeito de amar o que faz. Recebe um “não” como resposta ao sugerir que deseja praticar trilha com os amigos. Voltemos a Eva. O marido Jonas, sim, aquele que gosta de falar sobre trabalho no celular, exercita-se com uma personal trainer chamada Cris (Regiane Alves), que não prima pela discrição. E há entre Cris e Jonas algo muito além do que série de exercícios. Eva os flagra em situação íntima. Fica a ginástica. Vai-se o casamento. Agora, vislumbra-se o ônibus que levará turma de jovens com o intuito de acampar. Rodrigo avista Ana. Alegra-se. Ela se senta ao seu lado. Ele está lendo “O Apanhador no Campo de Centeio”, de J. D. Salinger. Ana se interessa, e ele lhe dá de presente de aniversário. Atrasado, como diz. Quando já acampados, o moço que aprecia Salinger desfia provocações direcionadas a Ana, típicas de pessoa que gosta da outra. Magoada, retira-se, correndo até encontrar pequeno penhasco com riacho de águas verdes no fundo (imagens gravadas em Bonito, MS). É seguida, ameaça se jogar, e cumpre. Rodrigo repete o feito. O casal protagoniza lindos momentos embaixo d’água. Momentos que culminam em declarações de amor mútuas. Ficou-nos bem claro que Rodrigo e Ana querem viver a vida deles em “A Vida da Gente”. Resta saber se os outros vão deixar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s