Blog do Paulo Ruch

Cinema, Moda, Teatro, TV e… algo mais.

Thainá Duarte, Taís Araújo, Débora Falabella e Leandra Leal são as ativistas ambientais da série “Aruanas”/Foto: Fábio Rocha/Globo

A série “Aruanas” é lançada na Rede Globo em um momento em que as autoridades do Poder Executivo Federal não escondem suas posições oficiais contrárias à preservação do meio ambiente, o que torna a obra extremamente necessária e atual 

Inicialmente lançada na plataforma de streaming Globoplay em 2019, a ótima e obrigatória primeira temporada da série de Estela Renner e Marcos Nisti, com a colaboração de Pedro de Barros, “Aruanas”, chega à TV aberta (Rede Globo; em 3 de julho do ano citado a emissora exibiu o seu primeiro episódio na “Sessão Globoplay”) num momento apropriadíssimo em que o Brasil assiste estarrecido ao aumento desenfreado dos desmatamentos e queimadas na Amazônia e na Mata Atlântica, ao afrouxamento da fiscalização ambiental, ao discurso racista quanto à população indígena nativa e à declarada política oficial executiva contrária à preservação de nossos ecossistemas em prol de um suposto desenvolvimento econômico para o país.

A envolvente trama é centralizada em quatro ativistas ambientais pertencentes a ONG Aruana que se despem de todos os medos com o objetivo de desbaratar um esquema criminoso em áreas de preservação orquestrado pelo poderoso dono de uma mineradora 

A instigante história, também uma produção da Maria Farinha Filmes, concentra-se nos esforços das destemidas ativistas da ONG Aruana, a imponente advogada Verônica (Taís Araújo), a jornalista Natalie, que subverte as normas do veículo onde trabalha em nome do que acredita (Débora Falabella), a impetuosa Luiza (Leandra Leal), e a autoconfiante estagiária Clara (Thainá Duarte), em uma arriscada investigação que visa a desmascarar os graves danos causados pelas atividades ilícitas da mineradora KM na região fictícia de Cari, no Amazonas, cujo dono é o inescrupuloso e dissimulado Miguel (Luiz Carlos Vasconcelos). Miguel é assessorado pelo misterioso Felipe (Gustavo Falcão) e Olga Ribeiro (Camila Pitanga em participação especial), uma advogada sensual e influente. Somam-se a este espetacular elenco artistas valorosos como Vitor Thiré (André, um rapaz prático e objetivo que cuida do setor de comunicação e relações públicas da ONG), Ravel Andrade (Pontocom, encarregado da parte tecnológica da organização), Rômulo Braga (o inconstante arquiteto Bruno, financiador da Aruana, que se vê dividido entre Verônica e Natalie), Gustavo Vaz (Gregory, um antropólogo dedicado à proteção dos povos indígenas), Bruno Goya (Falcão, incumbido de planejar as ações da Aruana) e Rafael Primot (Ramiro, ex-namorado de Clara, com quem mantinha uma relação abusiva).

Com admiráveis direção geral de Estela Renner e artística de Carlos Manga Jr., “Aruanas”, que contou com a parceria técnica do Greenpeace, transcende o campo ficcional e se conecta legitimamente com o espectro real de um Brasil negligenciado 

O thriller ambiental com timing perfeito se vale da direção geral precisa e habilidosa de Estela Renner, auxiliada pelos diretores Bruno Safadi e Lucio Tavares. A beleza natural local, seu povoado, as ações do grupo e a arquitetura arrojada de Brasília são captados por uma câmera generosa e esperta. Lançada em 150 países, com a parceria técnica do Greenpeace, a série possui a chancela do tarimbado diretor artístico Carlos Manga Jr.. “Aruanas” transcende esplendidamente a esfera ficcional com sua contundência denunciatória, fazendo com que cada espectador se conscientize e se sinta um pouco ativista dessa causa que é de todos nós. Um ativismo artístico de que precisamos. 

Assista ao trailer oficial da série: 

2 comentários sobre ““Lançada originalmente no Globoplay, e agora no ar na Rede Globo, a atual, necessária e excelente série ‘Aruanas’, com Taís Araújo, Débora Falabella, Leandra Leal e Thainá Duarte, tendo Camila Pitanga em participação especial, impressiona pela sua legítima conexão com a realidade de um Brasil abandonado nas suas questões ambientais.”

  1. Bom trabalho. Voltarei a ler mais .. obrigado por escrever este artigo, há algumas frases em que concordo e há algumas coisas que eu gostaria de perguntar, sob alguns aspectos, você é um autor? porque sua escrita em alguns desses artigos é muito boa e pode levar os leitores a uma nova opinião.

    Curtido por 1 pessoa

    1. pauloruch disse:

      Olá, bom dia. Fico imensamente feliz pelos seus comentários elogiosos e pela sua decisão de se interessar em ler outras análises. Por favor, sinta-se à vontade de perguntar o que julgar necessário para esclarecer as suas dúvidas. Sou jornalista voltado para a área cultural, escrevendo críticas sobre TV, teatro, cinema e alguns shows de pequeno porte. Também atuo como fotógrafo e publico os registros no Blog. Fico lisonjeado ao afirmar que alguns de meus artigos podem levar leitores a ter uma nova opinião. Obrigado pela sua participação. Abraços, Paulo Ruch.

      Curtir

Deixe uma resposta para torneira de cobre Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: