“Ele entrou em ‘Ti-ti-ti’ para ‘balançar o coreto’. Armando Babaioff.”

Publicado: 23/04/2012 em Teatro, TV

foto_bastidor_armando_babaioff[1]
Foto: Felipe Monteiro/TV Globo

Nós passamos a conhecer de fato o trabalho do ator pernambucano Armando Babaioff (cujos últimos trabalhos na TV e no teatro foram respectivamente a microssérie “Dercy de Verdade”, de Maria Adelaide Amaral, e um episódio de “As Brasileiras”, e o espetáculo ” A Propósito de Senhorita Júlia”, baseado em texto de Strindberg) na novela de Aguinaldo Silva, “Duas Caras”, como Benoliel. Antes, fizera “Páginas da Vida”, de Manoel Carlos. Armando é formado pela Escola Estadual de Teatro Martins Pena, no Rio de Janeiro. É um profissional que está sempre se aperfeiçoando, por meio de cursos, “workshops” e afins. A história dele nos palcos é digna de atenção. Podemos destacar a escalação, dentre muitos candidatos, para contracenar com Vera Fischer na montagem adaptada e dirigida por Miguel Falabella, “A Primeira Noite de Um Homem” (romance de Charles Webb que rendeu famoso filme de Mike Nichols, mostrando ao mundo o talento de Dustin Hoffman). Babaioff  já ganhara prêmios por suas atuações. Em seu currículo, constam peças de autores da mais evidente significância. O que falar de intérprete que já dissera textos de Ariano Suassuna (“Auto da Compadecida” e “O Santo e a Porca”), Gianfrancesco Guarnieri (” Eles Não Usam ‘Black Tie’ “), Sófocles (a releitura de “Antígona”, “RockAntygona”) e Bertolt Brecht (“Os Fuzis da Senhora Carrar”)? Também produziu e integrou o elenco de “Na Solidão dos Campos de Algodão”, de Bernard-Marie Koltès, cuja direção coube a Caco Ciocler. Esteve na série romântica dirigida por Maria Flor para o Multishow, “Do Amor”. No tocante a “Ti-ti-ti”, Armando entrou no desenrolar da história, e como Thales, já demonstrou real interesse por Júlio (André Arteche). Armando Babaioff firma-se como artista de sua geração a quem devemos notar a cada dia. Atualmente, está na novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari na Rede Globo, “Sangue Bom”, como o gerente de planejamento Érico, e no teatro está em cartaz no Rio de Janeiro com o espetáculo “O que você mentir eu acredito”, escrito por Felipe Barenco e dirigido por Rodrigo Portella.

comentários
  1. Ionara disse:

    Ator maravilhoso! Sem dúvida merece esse sucesso!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s