“A Nada Mole Vida de Ivana.”

Publicado: 26/05/2012 em Teatro, TV

letcia1
Foto: Divulgação/TV Globo

No capítulo de ontem de “Avenida Brasil”, novela das 21h de João Emanuel Carneiro, houve uma cena comovente envolvendo a personagem de Letícia Isnard, Ivana. Ela havia faltado a uma reunião de fornecedores de xampu apenas para dedicar o dia a Max (Marcello Novaes), seu marido. Este, como sempre, estava à beira da piscina pegando um sol. A sócia da rede de salões de beleza havia mudado o visual para lhe agradar: prendeu os cabelos que estão sempre soltos e escovados, e pôs vestido novo. Aproximou-se de Max com tom de voz infantilizado, e após ter dito as suas intenções, somente ouviu ofensas, grosserias e maldades daquele de quem não se esperaria algo diverso. Deixou-a sozinha. Ela vira o rosto, e chora. Depois, dirige-se à cozinha, e bebe em hora imprópria, o que despertou a atenção de Nina (Débora Falabella), que apesar de tê-la usado para trabalhar na mansão, sente pela empresária verdadeiro carinho. Ivana desabafa, e confessa que nunca se achou bonita (o que não corresponde à verdade), e que o rapaz que Carminha (Adriana Esteves) lhe arrumou fora o primeiro e único de sua vida. Nina então a incentiva de todas as formas, apontando as suas qualidades. De fato, nada do que a chef dissera fora mentira. Ivana tem muitos predicados. Só não teve culpa, como quase todos da família, de ter caído na lábia de picaretas profissionais. A filha de Leleco (Marcos Caruso) e Muricy (Eliane Giardini) parece estar num conto de fadas criado por ela mesma. Mora em um palacete, é rica, e supostamente havia encontrado o seu príncipe encantado. Só que o seu príncipe encantado pertence a outro conto de fadas. Um conto de fadas no qual ele é o vilão. E tanto acordada quanto adormecida pelos calmantes dados pelo marido, não enxerga na vida tampouco nos sonhos a crua realidade. Letícia Isnard está compondo com bastante talento a sua personagem. Quanto à sua formação artística, além de intérprete, é bailarina, tendo frequentado festivais nacionais e internacionais. Conquistou o primeiro lugar no concurso Conselho Brasileiro de Dança. Uma curiosidade: cursou Ciências Sociais na PUC-RJ, e fez Mestrado na UFRJ. Ganhou bolsa de uma organização estrangeira. Voltando às artes, tornou-se conhecida do grande público da TV quando fora a recepcionista de hotel no seriado “Minha Nada Mole Vida”, com Luiz Fernando Guimarães. Contribuíra também com seu potencial para “Toma Lá Dá Cá”, “Sob Nova Direção”, “Tudo Junto e Misturado” e “Separação?!”. Esteve nos elencos das novelas “Beleza Pura” e “Tempos Modernos”. Foi dirigida por Luiz Fernando Carvalho em “Afinal, O Que Querem As Mulheres?”. No Multishow, ao lado de Luis Salém e Erika Mader, foi escalada para fazer “Na Fama e na Lama”. Como atriz de teatro, realizou peças com a companhia Os Dezequilibrados. Foi indicada ao Prêmio Shell pela comédia “A Estupidez”, de Rafael Spregelburd. Encenou desde jovens dramaturgos até autores notórios como Shakespeare, Ionesco, Nelson Rodrigues e Dias Gomes. Há ainda em seu currículo, espetáculos como “Cachorras Quentes”, “Terra do Nunca” (com apresentação até em Portugal), e “Dona Otília e Outras Estórias”. E para completar, quanto a Ivana, quando se der conta definitivamente de que não pertence a um conto de fadas, a despeito de morar num palacete, e de que todos nós vivemos uma “nada mole vida”, talvez, aí sim, enxergará as suas qualidades e conhecerá de vez a felicidade real.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s