” ‘Viver ultrapassa qualquer entendimento. Poxa, Cecília, qual outro playboy carioca, marrento, você conhece que cita Clarice Lispector? Rafa perguntou. Jonatas Faro.”

Publicado: 03/05/2012 em Cinema, Moda, Teatro, TV

jonatas_faro
Foto: editorial de moda da Everlast

Rafa é playboy? Se levarmos em conta que o filho de Cortez (Herson Capri) é abonado, frequenta os melhores lugares, e fica com as garotas mais bonitas, podemos pensar desta forma. Entretanto, Rafa não é só isso. Rafa é estudioso, preocupa-se com o futuro. Foi capaz de pedir transferência de Economia para Direito, e ao não isto conseguir, decidiu prestar vestibular novamente. Além disso, o rapaz respeita os pais. Sim, cometeu um erro. Colocou em sua própria casa menina que não conhecia, que acabou o traindo. Isto acontece nas melhores famílias. Conheceu Cecília (Giovanna Lancellotti). Ela foi dura. Não lhe deu mole. Cecília é assim. Possui uma visão bairrista do que é ser carioca. O tempo lhe dirá a verdade. A moça de Floripa desde que chegou de Londres tem se mostrado rígida em seus princípios. Em dado encontro com Rafa, duvidou de sua capacidade intelectual. Não “rolou”. Rafa simplesmente completou uma citação que ela fizera de Clarice Lispector. Pediu assim seu telefone. Não fora dado de pronto. Porém, a voz poderosa da consciência disse para que ela lhe desse. E deste modo o fez. Falemos, então, um pouco de Jonatas Faro, que vive no momento o advogado Conrado em “Cheias de Charme. Jonatas começou sua carreira criança ainda. Tudo iniciou-se em “Chiquititas”, no SBT. Após, fizera parte do folhetim de Antonio Calmon, “Um Anjo Caiu do Céu”. Seu papel era Kiko. Retornou ao SBT, e fez parte de “Marisol”. Passara temporada nos Estados Unidos, e lançara-se como modelo. Na volta ao Brasil, torna-se bastante conhecido pelo Peralta de “Malhação”. Demonstrou ao público saber dançar no “A Dança dos Famosos” no “Domingão do Faustão”. E por saber dançar e cantar, fora selecionado para estrelar o musical de Miguel Falabella, “Hairspray”. Este já fora levado às telas por duas vezes: a primeira em 1988 (direção de John Waters), e a segunda, em 2007 (direção de Adam Shankman). Sua incursão no cinema decorreu no ano passado, com “Aparecida – O Milagre”, de Tizuca Yamasaki. E para concluir, voltemos a “Insensato Coração”, de Gilberto Braga e Ricardo Linhares. Cecília pareceu não ser tão intolerante com Rafael. Melhor assim. Cecília conseguirá enxergar em Rafa um rapaz que tem, dentre tantas qualidades, não apenas completar um texto de Clarice Lispector. Mas inserir um texto de Clarice Lispector na própria vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s